COMUNIDADE DA PRAIA GRANDE

 

Padroeiro São Geraldo

A Praia Grande fazia parte de uma sesmaria que o Pe José Domingues da Silva adquiriu de seu irmão para instruir o processo de Gênere et Moribus, por ocasião de sua habilitação sacerdotal. Isso em 1794. Estas terras foram sendo desmembradas pelas gerações de herdeiros, surgindo a fazenda Velha, o Bom Jardim, Gonçalo, Sobrado, Cachoeira Comprida, Barra Vinte.

A Praia Grande nasceu nas terras da Barra Vinte, atualmente escritório da Cenibra. Em torno de 1960 houve uma grande transformação naquele trecho, advinda de reforma no leito da estrada de ferro e da abertura da estrada de rodagem. Faixas de terreno foram desapropriadas, abrindo oportunidades para invasões.

Data dessa época o aparecimento dos primeiros residentes no povoado. Já nas décadas de 1970/80, sob mandato de Aristarco de Araújo e, posteriormente, de Hélcio Galvão, a política local usou a distribuição dos lotes para ganhar eleitores, consolidando a povoação. Hoje a Praia Grande é um bairro da cidade.

Corria o ano de 2005 e a Praia Grande ainda não havia se dado o direito de sonhar com o conforto de ter, na sua comunidade, um local específico para estabelecer mais facilmente uma conexão com o divino. Até então as celebrações eram realizadas em casa do Sr José Jacinto Siqueira, morador antigo da localidade. Tão pacífica era a aceitação da residência dele como local de culto que os moradores já haviam se mobilizado para adquirir um som que possibilitasse a audição a todos os participantes.

Numa dessas celebrações, o Pe. Eugênio plantou a sementinha que despertou no coração dos moradores o desejo legítimo de construir ali, no bairro, uma igreja, capela que fosse, que, além de abrigar a todos durante as celebrações, também garantisse um ambiente acolhedor que desarmasse os espíritos das pressões terrenas. Como não havia área disponível para isso, a princípio a comunidade passou a promover atividades com a finalidade de angariar fundos para a aquisição do lote.

A comissão que se formou assim se constituiu:

Presidente: Celestino Inácio dos Santos

Tesoureiro: Lívia Cristina de Brito

Foi então que o casal Celestino e Ilda Rosa Santos resolveu desmembrar parte do terreno de sua propriedade, uma área de 30mx12m, doando-a para a Paróquia com o objetivo de ali erguer a casa de Deus. O registro da escritura foi lavrado em cartório no dia 03/10/2007.

Definido o terreno, em 25/08/2008 foi lançada a pedra fundamental da Capela São Geraldo, na Praia Grande. Desde o início já se estabelecera que seria dedicada a São Geraldo, não só por haver muitos geraldos entre os moradores do bairro, mas também pela fé disseminada por Ana Maria Bueno, devota fervorosa do santo que, na época, trabalhava como catequista na comunidade.

O projeto da obra foi feito por Alessandro Drumond Guerra da Silva em 2007, uma charmosa capela de 12x 6m, com um vestíbulo altaneiro dominando a construção.

Interessante deixar registrado que construir a capela exigiu trabalho em conjunto, principalmente na execução das atividades para angariar recursos para tocar a obra. À frente do grupo merece destaque a liderança exercida por Quelliane Rosa dos Santos, secundada por várias outras pessoas incansáveis e entusiasmadas com o bem comum em vista.

Não se conseguiu doação de muito material de construção. Apenas uma empresa, a Nova Era Sílicon, cooperou doando os tijolos e as telhas. Sávio Martins Quintão compareceu com 12 m de calha. Tirando um ou outro saco de cimento doado por pessoas físicas, em geral, tanto o material quanto a mão de obra foram pagos pela comunidade. As compras, em sua quase totalidade foram efetuadas no depósito Loanda, onde a comissão conseguia negociar um preço ou condição de pagamento mais favorável.

A carpintaria do telhado foi doação de João Carlos Fernandes.

Justiça dizer que a Praia Grande pôde contar com cooperação da comunidade vizinha da Pedra Furada, que lhe repassou parte da quantia arrecadada com o leilão dos animais, por ocasião da festa de São Sebastião, seu padroeiro. O bairro Santa Maria também compareceu, doando a mesa da Palavra e vinte cadeiras.

A capela foi efetivamente inaugurada em 16/10/2009 (dia de S. Geraldo), apenas um ano depois do lançamento da pedra fundamental. Claro que ainda não estava pronta, mas já oferecia abrigo ao povo de Deus. Em 2010 continuaram os esforços e a capela foi toda rebocada por dentro, foram assentadas as portas e janelas e colocados os vidros. A Paróquia deu o empurrão final oferecendo numerário para o piso e a pintura, parte da renda da festa de São José/2011 e os bancos provenientes da igreja do Rosário. A imagem de São Geraldo, doada por Ana Bueno quando ela ainda era catequista no bairro, habitou sua casa tão logo houve condições de abrigá-la.

Em 2010, no 5º dia da novena de São Geraldo, atenta às lições do orago, a comunidade fincou frente à capela um cruzeiro, marca indelével do cristão, salvo pelo sacrifício na cruz. A madeira desse cruzeiro foi doação do Depósito Loanda. Em outubro de 2011, para cantar mais alto nos corações da comunidade católica, foi colocado o sino, doação de Alcírio e Dione Gervásio.

A Comunidade da Praia Grande agradece a todos que ajudaram na conquista do sonho de ver materializada uma capela capaz de contribuir com o desenvolvimento da espiritualidade de sua gente.

 

 

 

 
 
 
 
 
 

Paróquia de São José da Lagoa

Diocese de Itabira - Coronel Fabriciano

Rua Gustavo Lage; nº 40; Bairro Centenário, Nova Era - MG
www.paroquiasaojosedalagoa.com.br


A Paróquia     -     Agenda     -     Notícias     -     Fotos     -     Liturgia     -     O Paroquiano     -     Contato