Notícias

 

 
Artigo
25/03/2015

Mendigos são convidados de honra do Papa Francisco nos museus vaticanos

Depois de chuveiros e barbearia, agora o Papa Francisco lhes oferece cultura: visita exclusiva aos museus, missa e jantar na Capela Sistina

Ary Waldir Ramos Diaz


O Papa Francisco autorizou que 150 mendigos visitem os Museus Vaticanos e a Capela Sistina no dia 26 de março. Depois de uma visita organizada com os melhores guias, os pobres, tão queridos pelo Papa, jantarão no restaurante do prestigioso museu.

O jornal da Santa Sé, L?Osservatore Romano, anunciou nesta terça-feira a notícia, que foi confirmada por outras fontes vaticanas.

A visita é uma iniciativa da Esmolaria Vaticana, o departamento que tem a tarefa de praticar a caridade a favor dos pobres em nome do Papa e é dirigida pelo conhecido "Don Corrado" (Dom Konrad Krajewsli).

O bispo polonês segue as indicações do próprio Francisco. Após a inauguração do serviço de chuveiros e da barbearia em fevereiro, agora os sem-teto terão acesso à cultura e a um jantar especial em sua honra.

Divididos em três grupos, eles visitarão os Museus Vaticanos à tarde, participarão de uma missa na Capela Sistina, onde o Papa Francisco foi eleito, e depois compartilharão um jantar.

Os últimos serão os primeiros

A Capela Sistina foi reservada para os convidados especiais do Papa. Os turistas "comuns", que pagam de 15 a 25 euros para fazer a visita, não terão acesso aos afrescos de Michelangelo nesse dia.

Em fevereiro, o Papa também deu aos mendigos 300 guarda-chuvas esquecidos pelos turistas nos museus, considerando o cruel inverno romano, temperado por chuvas esporádicas e fortes.

Durante o pontificado de Francisco, os sem-teto têm um lugar especial, como o próprio Papa mostrou no domingo passado, ao contar com sua ajuda para distribuir o Evangelho de bolso aos peregrinos na Praça de São Pedro durante o Ângelus.




Fonte: Aleteia (www.aleteia.org)

 

:: Voltar ::

 
 
 

Paróquia de São José da Lagoa

Diocese de Itabira - Coronel Fabriciano
Nova Era - MG